Boas vindas a quem chega!

Este é um blog destinado a falar de tarot. Para escrever sobre tarot e suas infinitas possibilidades. Para ler tarot, presencialmente ou online.

Para agendar a sua leitura, entre em contato: pietratarot@icloud.com

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Espadas: isso é coisa da sua cabeça

Sem dúvida que, quando vira-se uma carta de espadas numa jogada, numa leitura, ou o tarólogo ou o consulente torcem o nariz. O tarólogo por realmente compreender o que aquilo pode significar. O consulente porque enxerga aquela imagem e pode pensar num tanto de coisas.

E, penso, que é exatamente aí que está o pulo do gato desse naipe: pensar sobre as coisas.


As espadas revelam o mundo mental, racional e aquilo que fica dentro da nossa cabeça. A cabeça, por sua vez, em cima de todo o resto do corpo, tem um controle - evidentemente - enorme sobre todo o resto. Com espadas, ela pesa. E por mais imateriais que pensamentos sejam, eles acabam por tirar visão, equilíbrio e até ação.

Os pensamentos, a imaginação e mesmo a comunicação que, quando bate na cabeça pode ter milhares de interpretações - ah, subjetividade! - acabam por encharcar o cérebro de muitas outras imagens. E assim, os pensamentos podem sair da racionalidade e, até da realidade.

Quando aflito por espadas, não se esqueça: está na sua cabeça e não necessariamente no mundo. Pode tirar o sono. Pode estremecer o coração. Pode prender em um looping histérico de pensamentos. Pode pedir um trégua. Dentro de si.

Assim, quando uma carta de espadas aparece, acredito que o principal seja fazer o possível para compreender qual é o impulso que precisa ser tomado - uma arma, um ataque? E ser calmo e RACIONAL: o que está realmente dentro de mim? Por que me deixou passar mal com esse 3? Por que estou me aprisionando nesse 8? Do que estou acordando com esse 9?

10? Esquece! Se solta, porque agora, como diz meu pai, morreu o Neves =)

Pietra, que esteve entre mts espadas em janeiro

Um comentário: